quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Taurus PT 938















Descrição:A PT 938 é uma pistola desenvolvida pela empresa Taurus.Desenhada para utilizar o maior calibre permitido para civis no Brasil,o .380 ACP(9mm curto ou 9x17mm),teve como base o mecanismo das pistolas Beretta,cujo design é copiado sob licença pela Taurus principalmente em outros modelos(como a Pt 92) e em inovações criadas elo próprio fabricante.Pelo fato de o maior calibre permitido para civis no Brasil ser o .380 ACP certas pistolas do mercado nacional tendem a apresentar falhas de funcionamento devido ao fato de a munição não apresentar potencia suficiente para que a arma complete seu ciclo corretamente,situação que acontece com certa frequencia nas pistolas PT 59 e Imbel MD1.A 938 possui um ferrolho mais leve e uma rampa de alimentação do cano em um angulo mais apropriado,evitando assim panis que podem trazer sérios problemas ao usuário da arma.Dessa forma,a Pt 938 é umas das pistolas mais confiáveis do mercado nacional.Sua precisão Também esta acima da média de outras pistolas .380 de maior porte,sendo capaz de fazer um agrupamento de 11mm a 25 metros. FICHA TÉCNICA: País de Origem:Brasil Modo de disparo:semi-automático,mecanismo articulado pelo recuo proveniente do disparo. Calibre: .380 ACP(9x17mm) Comprimento:17cm Comprimento do cano:9cm Velocidade inicial do projétil: 290 m/s Peso:800g Capacidade do carregador:15 munições Filosofia de Uso:Emprego eficiente á distancias de até 25 metros,é uma arma de boas dimensões para ser portada de maneira dissimulada.

domingo, 2 de outubro de 2011

M72 LAW

Soldado americano no Vietnam com M72.

M72 pronto para disparo.

M72 fechado.

Esquema de  partes do foguete.

Mira do M72.


Soldado com M72 em posição de disparo.





Descrição:Durante a segunda guerra mundial o uso em larga escala de veículos blindados trouxe a necessidade de armas anti-tanque para que a infantaria pudesse se defender dessa nova ameaça.Em 1942 o exército americano passou a utilizar a bazooka,que tinha que ser utilizada por 2 homens que precisavam de um treinamento adicional para utilizar o armamento.Do outro lado os alemães utilizaram o panzerschreck,que era semelhante a bazooka americana, e o panzerfaust,que era uma arma completamente diferente do que já havia se visto,se tratava de uma arma anti-tanque sem recuo que não necessitava de nenhum treinamento adicional para ser utilizada e era descartada após o disparo.Na década de 1950 o exército dos Estados Unidos começou a pesquisa por uma arma anti-tanque de baixo custo ,que pudesse ser carregada por um único soldado e fosse descartada após o disparo.Em 1961 a Hesse Eastern Co apresentou o primeiro modelo do m72 LAW e após testes pode ser utilizado na guerra do Vietnam a partir de 1962,onde foi eficiente contra tanques e abrigos escondidos na floresta.O foguete lançado pelo M72 pode perfurar aproximadamente até 11 polegadas de blindagem capaz de deter tanques de combate pesados.



FICHA TÉCNICA:

País de origem>Estados Unidos
Modo de disparo:tiro único,tubo descartável.
Calibre:66mm
Comprimento:89,9cm(tubo aberto),66,5cm9tubo fechado.
Penetração em blindagem:11,8 polegadas(30cm)
Peso:2,5 Kg

Filosofia de uso:Feito para inutilizar veículos blindados a até 200 metros de distância.É um armamento leve e versátil,de forma que qualquer soldado possa carrega-lo junto com seu fuzil e possa utiliza-lo facilmente.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Browning HP (High Power)






Seu inovador carregador bifilar pra 13 munições de 9mm Parabellun.

Coronha de madeira que podia ser usada como coldre.

Abertura da coronha,onde podia se acomodar a arma para transporte ocupando menos espaço.





Descrição:Browning High Power,um dos mais famosos designs de John Moses Browning e também foi o seu ultimo,ele morreu em 1926 e o projeto teve de ser terminado pelo belga Dieudonne Saive.A HP foi um projeto requisitado pelo exército francês para uma arma que fosse compacta, tivesse capacidade de pelo menos 10 munições, cão externo, boa segurança, fosse robusta e simples de montar e desmontar e tivesse a capacidade de matar um homem a 50 metros.Em 1934 seu projeto foi concluído e no ano seguinte foi adotada pelas forças armadas belgas como Browning P-35.Durante a segunda guerra ela foi utilizada por ambos os lados,após a captura das fábricas da FN em 1940 foram fabricadas mais de 300 000 dessas pistolas para a Wehrmacht sob designação de Pistole 640(b). A Browning HP é uma das melhores pistolas já criadas, confiável, simples e de excelente poder de fogo , continuando a ser utilizada por forças armadas de inúmeros países após mais de 75 anos de serviço.


FICHA TÉCNICA:

País de origem:Bélgica/Estados Unidos.
Modo de disparo:semi-automático,mecanismo articulado pelos gases provenientes do disparo.
Calibre:9x19mm Luger/Parabellum e .40 S&W.
Comprimento:19,7cm
Comprimento do cano:11,8cm
Velocidade inicial do projétil:335 m/s(9mm)
Peso:1 kg
Capacidade do carregador:13 munições (9x19mm) ou 10 munições (.40 S&W)

Filosofia de uso:Uma pistola ideal para quem necessita de robustez em uma arma, sendo capaz de funcionar normalmente em ambientes adversos.Sua simplicidade e precisão a põe á frente de todas as outras pistolas de sua época e ainda hoje é utilizada, sendo eficaz a 50 metros de distância .

quarta-feira, 18 de maio de 2011

IZHMASH Saiga




Coronha rebatida.


A Saiga de cima com um carregador de 20 munições e a outra com um de 8.






Descrição:A Saiga foi desenvolvida no começo da década de 1990 pela IZHMASH,que também fabrica modernas versões do fuzil ak-47.O projeto foi baseado pelo bem sucedido e mundialmente reconhecido sistema do AK-47 desemvolvido por Mikhail Kalashnikov.Seu sistema de gases pode ser ajustado em duas posições,dependendo da potencia do cartucho a ser disparado,caso seja carregada com um cartucho muito potente em uma regulagem incorreta pode sofrer danos no ferrolho e causar incidentes de tiro.A Saiga vem está disponivel em diversas configurações,para caça ou combate,com diferentes coronhas,carregadores e calibres.É possivel encontrar carregadores em fomato de tambor de até 20 ou 30 munições.


FICHA TÉCNICA:

País de origen:Russia
Modo de disparo:semi-automático,mecanismo articulado pelos gases provenientes do disparo.
Calibre:12,20 ou 36(.410)
Comprimento:entre 67(coronha dobrada) á 114cm,dependendo da configuração.
Comprimento do cano:43 ou 58 cm
Peso:3,6kg
Capacidade do carregador:2,5,8,10,20 ou 30 munições.

Filosofia de uso:Feita para combates aproximados ,possibilitando tiros e recargas muito rápidos.A Saiga mostra que sistemas de espingardas semi-automáticas alimentadas por carregador são realmente o futuro do combate aproximado.

terça-feira, 3 de maio de 2011

M3 (grease gun)



Detalhe da peça que protegia a camara que ficava exposta a sujeira quando a arma estava engatilhada,mas que tinha que ser rebatida para o outro lado para disparar. 

Visão do mecanismo interno.

Nomeclatura de algumas peças em inglês.

Desmontagem parcial.

Versão M3A1.

Versão com silenciador integral.

Soldado americano durante a segunda guerra com sua M3.

video





Descrição:Durante a segunda guerra a necessidade de uma produção muito rápida de armamento fez com que novos armamento fossem criados para atender a grande demanda daquela época.Foi o caso da M3,que passou a ser produzida juntamente com a submetralhadora Thompson,que era de produção cara e demorada, apesar de seu melhor desempenho.O desenvolvimento da M3 foi feito com inspiração em outros sucessos europeus,a Sten inglesa e a MP 40 alemã,ambas eficientes e de rápida produção.A M3 dispara a partir de seu ferrolho aberto,ou seja,seu percursor é usinado no ferrolho,uma arma que levou ao máximo simplicidade e rapidez de produção,quase todas as suas peças eram estampadas.Diferentimente da Thompson,a M3 possuía uma cadência de fogo bem mais devagar,enquanto a Thompson(dependendo da versão)podia disparar até 1000 tiros por minuto,a M3 disparava apenas 450.Desde seu surgimento em 1942 até o fim da guerra aproximadamente 600 000 unidades foram produzidas.No fim de 1944 surgiu uma versão com simples melhorias, a M3A1,com um maior protetor da câmara contra sujeira ,um novo quebra-chamas e a remoção da alavanca do ferrolho.A M3 foi utilizada pelo exército do Estados Unidos até meados da década de 1990 por tripulações de blindados e foi fabricada sob licença por Argentina e China.



FICHA TÉCNICA:


País de origem:Estados Unidos
Modo de disparo:automático apenas,mecanismo articulado pelo recuo proveniente do disparo.
Calibre:.45 ACP ou 9mm Parabellum
Comprimento:74,5cm(coronha aberta),57cm(coronha fechada)
Comprimento do cano:20,3cm
velocidade inicial do projétil:280 m/s
Cadência:450 disparos por minuto.
Peso:3,63kg
Capacidade do carregador:30 munições

Filosofia de uso:Boa arma para combate aproximado,eficiente a distancias de até 50 metros,mas já ultrapassada.Uma arma barata e que se espalhou pelo mundo,sendo encontrada com organizações criminosas de vários países ocidentais.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

HK PSG-1












video




Descrição:O HK PSG-1 surgiu no começo da década de 1980,originado de um dos melhores fuzis de infantaria,o HK G3.Uma das principais diferenças em relação ao G3 são seu cano mais pesado para obter melhor precisão e seu disparo em modo semi-automático apenas.O PSG-1 é o fuzil de sniper ideal para ações policiais de cerco e resgate de reféns,por sua incrivel precisão,sendo capaz de acertar 50 tiros agrupados dentro de um circulo com 8 cm de diâmetro a 300 metros de distancia.Muitas pessoas confundem o PSG-1 com o G3 SG-1,este ultimo se trata apenas de um G3 com luneta e bipé,não possuindo a precisão do PSG-1.O PSG-1 utiliza carregadores especiais de 5 munições e carregadores padrão de 20 munições do G3.


FICHA TÉCNICA:

País de origem:Alemanha
Modo de diaparo:semi-automático,mecanismo articulado pelos gases provenientes do disparo.
Calibre:7,62x51mm NATO(.308 winchester)
Comprimento:120,8cm
Comprimento do cano:65cm
Velocidade inicial do projétil:868m/s
Peso:8,1kg
Capacidade do carregador:5 ou 20 munições

Filosofia de uso:Uma exelente arma para situações onde precisão é fundamental,armando forças policiais e militares por todo o mundo.É precisa em disparos a até 600 metros.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

MAS 36




Ferrolho aberto.

Baioneta padrão.

Vista explodida.


Soldado francês resistindo à ocupação alemã em 1940,seu  MAS 36 tem um  bocal para lançar granadas  de 50mm.






Discrição:Em 1924 o exército francês substituiu o seu antigo cartucho 8mm Lebel com aro pelo 7,5x54mm,e primeiramente utilizado na metralhadora FM 24/29.Em 1936 o exército francês adota o MAS 36 como seu fuzil padrão substituindo os fuzis Lebel 1886 e Berthier.O MAS 36 utiliza mecanismo de repetição por acionamento do ferrolho assim como os fuzis Mauser e Enfield de sua época e seu projeto tentou agrupar as melhores qualidades de seus adversários mais antigos e foi o ultimo fuzil de repetição a ser adotado por um exército.Não tinha trava de segurança e os soldados o mantinham com a alavanca do ferrolho levantada para travar o mecanismo do gatilho.Foram criados também os modelos MAS 36/51 que tinha um bocal na ponta do cano para lançar granadas e MAS 36 CR 39 que era mais curto e tinha uma coronha dobrável de alumínio para ser utilizado por paraquedistas.O MAS 36 permaneceu em serviço até por volta da metade da década de 1950 e foi gradativamente substituído pelos MAS 49 semi-automáticos e com carregador de 10 munições.


FICHA TÉCNICA:

País de origem:França
Modo de disparo:repetição a cada disparo.
Calibre:7,5x54mm
Comprimento:102cm
Comprimento do cano:57,5cm
Velocidade inicial do projétil:716m/s
Peso:3,7kg
Capacidade:5 munições

Filosofia de uso:Em geral um bom fuzil,confiável e com bom poder de fogo,sua mira era regulável para disparos de 100 a 1200 metros apesar de sua precisão ser questionável a distancias maiores que 400 metros.Uma arma com sistema muito ultrapassado para os dias de hoje,mas uma peça rara para colecionadores e uma arma agradável para o tiro esportivo.